Um blog sobre controle remoto não é uma coisa comum. Ainda mais se o assunto se restringe a este gadget tão amado, desejado e ao mesmo tempo odiado por um grande numero de pessoas. Deixe-me explicar, vou usar o exemplo de um casal chegando em sua casa após um dia cansativo de trabalho, antes de qualquer outra coisa, qual o aparelhinho que é imediatamente procurado? Garanto que respondeu, o controle remoto da TV.

Porque existem casos assim resolvemos criar este espaço onde contaremos histórias engraçadas e algumas dramáticas onde o principal causador do caso é o controle remoto.

Só para exemplificar vou contar um pequeno caso que aconteceu quando tínhamos um ponto comercial no Centro do Rio de Janeiro. A história começa com um rapaz levando seu controle remoto para consertar conosco na loja do Centro. Recebi o controle, anotei todos os dados do controle remoto e do portador e perguntei o que aconteceu com o controle. O rapaz respondeu que não tinha ideia e que, provavelmente o controle remoto havia caído de uma certa altura e que, após isto, parou de funcionar.

Eu consertei o controle remoto e constatei que haviam peças quebradas na placa de circuito e que isto acontece quando o controle remoto leva um “tombo” muito forte. Fazia sentido a descrição dada pelo portador .

No dia seguinte, uma mulher entrou na loja com a ordem de serviço para aquele controle remoto. Eu perguntei pelo rapaz e ela se identificou como esposa dele. Ela pagou o serviço, assinei a garantia e comentei com ela que o controle remoto sofreu um tombo daqueles pois quase quebrou a placa.

Para minha surpresa ela disse: Que tombo que nada, meu marido chegou de madrugada em casa, quando ele entrou pela porta joguei o que estava mais perto de minha mão e acertei a testa dele. A testa dele é que quebrou o controle remoto.

Eu sorri meio sem graça. Ele foi embora e pensei: às vezes pensamos que a causa do defeito é uma, e descobrimos que pode ser ocasionada por outro fator totalmente fora do padrão normal.

Vivendo e aprendendo.

Redação CR Controle Remoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *